InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe
 

 Major também é a figura do caso Benfica-Boavista

Ir em baixo 
AutorMensagem
Ricardo Quaresma

Ricardo Quaresma

Masculino
Número de Mensagens : 2239
Idade : 26
Localização : Maia, aquele grande clube que está sempre a perder
Data de inscrição : 21/01/2008

Major também é a figura do caso Benfica-Boavista Empty
MensagemAssunto: Major também é a figura do caso Benfica-Boavista   Major também é a figura do caso Benfica-Boavista EmptySab 05 Abr 2008, 11:44

Major também é a figura do caso Benfica-Boavista

O depoimento de Elmano Santos à Polícia Judiciária envolve Valentim Loureiro em outro dos processos que o Boavista enfrenta. O árbitro do Benfica-Boavista, em 2003/04, sugeriu interferências do major não só na nomeação dos árbitros como ainda deixou subentendido que o então presidente da Liga teria, de alguma forma, controlo sobre a Comissão Disciplinar. Valentim recusa essas interpretações das conversas que efectivamente teve com o juiz madeirense e nega ter falado ao telefone com o assistente Paulo Januário, este último a respeito do jogo Boavista-Académica. Para a SAD portuense, é possível que nem tudo nas declarações prestadas pelos árbitros seja desagradável.

Elmano Santos, que nunca foi contactado por "dirigentes de clubes ou colegas árbitros" para beneficiar fosse quem fosse, recebeu em Janeiro de 2004 uma chamada de Valentim Loureiro. É o que consta do depoimento à Polícia Judiciária, a quem também forneceu a leitura da conversa que se seguiu e dos respectivos desenvolvimentos. No "Apito Final", os acusados pela Comissão Disciplinar da Liga, neste caso do Benfica-Boavista, são a SAD e João Loureiro, mas é sobretudo de Valentim que Elmano fala. Conta que no tal telefonema, antes de saber que estava nomeado para esse jogo, o major o informou do arquivamento de uma denúncia contra ele de Pimenta Machado, presidente do Guimarães. Mais tarde, soube da nomeação e achou "demasiada coincidência", mas seria um segundo telefonema de Valentim, posterior ao jogo (3-2 para o Benfica) a convencê-lo de que ela "não havia sido nada inocente".

Nessa segunda conversa, o presidente da Liga tê-lo-á acusado de actuação prejudicial para o Boavista, afirmando que o tinha "livrado" de um processo disciplinar e ameaçando-o com outro (ver caixa à parte com os detalhes). Para terminar as revelações, Elmano disse à PJ que o major conhecia a nota atribuída pelo observador ao seu trabalho antes de ele próprio ter sido oficialmente notificado.

Interessante para o Boavista, que arrisca a descida de divisão se for dado provimento a qualquer das três acusações de coacção que enfrenta, é o facto de Elmano ter afirmado no depoimento que o então secretário da Liga, Carlos Pinto, não lhe pediu que favorecesse os axadrezados, embora tenham conversado telefonicamente antes do jogo, mas apenas de "assuntos administrativos e logísticos". O processo da Comissão Disciplinar é, em parte, sustentado numa conversa em que João Loureiro, presidente da SAD, pede a Carlos Pinto que dê uma palavrinha ao árbitro.

Mais interessante ainda para a defesa dos axadrezados pode ser outro detalhe, ou melhor, dois: o primeiro é o papel de Valentim Loureiro noutro caso (já no Boavista-Académica a "coacção" teria sido exercida apenas por ele) e a muito discutível ligação jurídica do major ao Boavista, porque a maior parte dos especialistas considera que os clubes e SAD só podem ser responsabilizados pelos actos dos seus efectivos dirigentes. A outra também diz respeito a uma convenção generalizada do Direito: a de que, para se verificar uma coacção, é necessário que dela tenha resultado alguma coisa, por mínima que seja. No caso do Boavista-Académica, nem a Judiciária nem a Comissão Disciplinar perguntaram a Paulo Januário se a alegada pressão de Valentim interferira no seu trabalho, mas é ele próprio quem, contando a conversa com o presidente da Liga, dá a entender que não, mas a Elmano Santos é colocada a questão. Aqui fica o excerto do auto de inquirição correspondente: "Apesar de ter consciente o telefonema do major Valentim Loureiro, foi para o jogo efectuar uma arbitragem isenta e normal, num jogo que considerou ter sido difícil de arbitrar". O processo foi arquivado pelo Ministério Público.

in OJOGO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://odesportodofuturo.forumeiros.com/index.htm
Miccoli
Admin
Admin
Miccoli

Masculino
Número de Mensagens : 1950
Data de inscrição : 18/11/2007

Major também é a figura do caso Benfica-Boavista Empty
MensagemAssunto: Re: Major também é a figura do caso Benfica-Boavista   Major também é a figura do caso Benfica-Boavista EmptySab 05 Abr 2008, 17:06

Ainda bem que estao a descobrir os crimes. O Major acho que bate o Pinto da Costa nos crimes. lol2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://futeboltuga.com/comunidade/
 
Major também é a figura do caso Benfica-Boavista
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Futebol em Geral :: Bwin Liga-
Ir para: